terça-feira, 17 de maio de 2016

Energias para Maio de 2016


 "...Agora que Júpiter voltou ao movimento direto, somos presenteados com a dádiva do conhecimento, a partir de um lugar mais elevado de sabedoria divina, em que devemos crescer e discernir, principalmente com tudo o que for relacionado com o lado material de nosso Plano. Enquanto Júpiter residir em Virgem, nos fará querer saber também em que podemos ser úteis, estamos ajudando com amor e compaixão divinos? Estamos criando abundância em todos os aspectos de nossa vida tangível? Ou estamos ainda fomentando a carência e a separação? Tudo diz respeito à expansão em todos os nossos aspectos, sem que os julguemos, e vejamos em que lugares ainda estamos promovendo a separação em vez de ver os seres abundantes e amorosos capazes de criar qualquer coisa que precisar, que somos, de verdade.

Em 20 de maio, o Sol entrará em Gêmeos. Passamos agora de um signo terreno, Touro, para a velocidade do elemento ar. Agora é o momento de concentrar nossa atenção no Plano mental (e até mais com Mercúrio ainda retrógrado) até alcançar o equilíbrio perfeito e a sabedoria que precisamos em todos os Planos. Se aprendemos como manifestar em nosso mundo terreno com Touro, aproveitando os simples prazeres de nossas vidas, e criando mais abundância, agora, Gémeos, nos fará cultivar a razão e tudo relacionado com o nosso lado intelectual.
É também um bom momento para estudar e expandir o nosso conhecimento para novas direções, que possam beneficiar nosso crescimento interior, e nos dar novas ideias para as próximas etapas de nossa jornada. Além disso, Gêmeos vai nos ajudar a expressar nossos corações e sentimentos, ao nos comunicar com a liberdade e o discernimento. Vai nos ajudar a perceber se tendemos a nos concentrar mais em uma polaridade ou em outra, de modo que possamos encontrar união entre diferentes polos.
Em 21 de maio, temos a Lua Cheia a 1o de Sagitário, os buscadores da verdade do zodíaco, à medida que vagueiam por mais sabedoria e respostas às suas questões internas, não hesitando se a estrada parece difícil, enquanto sabem que encontrar a Verdade valerá a pena. Os sagitarianos são perseverantes naquilo que desejam de verdade, e usufruem mais a jornada do que atingir o seu “destino final”, visto que são gratos por todas as lições aprendidas em seu caminho único, e sabem que estar na jornada, em si mesma, é onde a verdadeira sabedoria reside. Sagitário também nos dá força para ir atrás dos nossos sonhos e metas, de modo que possamos utilizar e direcionar esse fogo interno para readquirir novos insights para este novo ciclo, e ser suficientemente corajosos para nos inscrever em um novo modo de ser e de fazer as coisas.
Com esta Lua Cheia em Sagitário, concluímos um ciclo e começamos um novo de expansão do coração – nascimento de novas visões anímicas no físico. Sagitário, regido por Júpiter, pede para nos expandir para novos horizontes, mas também e até mesmo mais, com o Sol em Gêmeos, para incorporar novos conhecimentos, uma vez que esse signo de fogo é representado pela figura do arqueiro – um centauro que costumava ser o intelectual na antiga mitologia romana, e que nos incentiva a escavar a nossa sabedoria interna e as memórias antigas da alma para mais expansão anímica.
Em 22 de maio, Mercúrio finalmente volta ao movimento direto novamente. Como vocês sabem, não há nada retrógrado, isso é apenas uma ilusão a partir da Terra, não há nada em movimento lento neste Universo, há somente momentos para serem vividos, a partir de dentro, e momentos que emergem novamente de uma nova maneira, com uma nova direção para se seguir. Quando tivemos o mensageiro alado retrógrado, fomos convidados a nos interiorizar e obter mais clareza, de modo que pudéssemos nos libertar de todas as formas de ilusões humanas. Voltar para toda comunicação interna, como a única forma de ver claramente e poder escutar o nosso Eu Superior, para obter mais orientação. Comungamos com o nosso aspecto Superior, percebendo que estávamos contraídos em vez de permitirmos a expansão, e agora, estamos prontos para nos elevar outra vez, ao ser renovados e sustentar uma perspectiva mais ampla de nossa experiência de vida.
Vênus, o planeta do amor e da abundância, também passará para o signo de Gêmeos em 24 de maio. A Deusa vai experimentar agora a razão com o elemento ar, assim como a dualidade geminiana – as essências Yin e Yang que residem em todos nós – e que ela será testada para integrar. Vênus em Gêmeos será deleite, conforme ela gosta de acolher novos encontros, que enriquecerão a experiência de sua alma, ao mesmo tempo que vai ajudá-la a resgatar nova orientação e informação acerca de sua busca por este domínio terreno. Este é o período para expressar nossos corações de maneira livre e nos comunicar com o Todo, desde este mesmo lugar amoroso e compassivo, para usufruir tudo o que criamos, bem como nossos companheiros, com alegria e gratidão, e para fazer descer todos os nossos projetos de nosso plano mental para o nosso plano tangível.
No fim do mês, temos Marte retrógrado entrando no signo de água, Escorpião, que costumava ser seu antigo regente. Quando o guerreiro mergulha nas profundezas de Escorpião, dirige toda a sua energia ígnea para mudar a partir de dentro tudo o que também desejamos ver mudado do lado de fora. Reexaminamos tudo o que ainda está em conflito interiormente e que nos faz lutar, em vez de aceitar e integrar o que encontramos do lado de dentro como um aspecto igual de nossa experiência humana. Antigos companheiros podem retornar, demonstrando-nos os aspectos que ainda não integramos. Esta é uma oportunidade para examinarmos os nossos relacionamentos e cada canto de nossa alma que não recuperamos e que será incorporado e aceito no amor divino em vez de ser julgado.
Maio é um mês para florescer e prosperar e trazer à luz novamente, ao sustentar mais clareza acerca deste novo ciclo. Um momento para acolher mais do que está vindo às nossas vidas com um coração aberto, sem temer nada. É neste momento que vamos nos regozijar e honrar a delícia de estar aqui, como humanos, neste momento ímpar da Criação. Como o que nos torna Mestres terrenos, não é apenas experimentar a pureza dos Reinos Superiores, mas lembrar de que nosso principal objetivo aqui é atravessar os véus da ilusão, e fazer descer todas as nossas visões mais elevadas para o nosso domínio físico – usufruindo dos infinitos recursos e infindáveis possibilidades que este mundo tangível também nos oferece.
É neste mês terreno, que finalmente atravessamos o limiar que nos impedia de ver e unificar plenamente ambos os domínios – o invisível e o físico – e que alguns de nós continuamos a escolher nos ancorar e experimentar a ascensão, assim como a comunicação com outros Reinos da existência, em nossos corpos físicos, à medida que dominamos a arte de receber e permitir, enquanto estar em um plano humano, lembrando-nos de que a ascensão não é nada mais senão a descensão e a integração consciente de nossa Essência Verdadeira e das visões interiores para este domínio humano denso e maravilhoso..."
Excerto do texto de Natalia Alba com a tradução de Ivete Brito