segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

As Energias para Fevereiro de 2015



O foco em Fevereiro é o Amor, que é também o mês em que celebramos o Dia dos Namorados (nos Estados Unidos, comemora-se o Valentine’s Day).

Finalmente, um mês que começa com uma energia suave e poderosa, abrindo com uma conjunção Neptuno/Vênus, uma bela energia que nos convida a explorarmos a nossa criatividade e a pensarmos em como fortalecermos o amor em nossas vidas, começando por nos amarmos.

Pensamos que o amor acontece quando somos amados, mas ele começa conosco e como nos amamos.

O mundo é um reflexo do nosso amor próprio e temos variações sobre o tema durante todo o mês. Este é o amor espiritual, que leva o amor romântico às alturas que acreditamos existir somente nos contos de fadas. Podemos ter este tipo de amor, se o dermos a nós mesmos, em primeiro lugar.

A energia do amor continua durante todo o mês, com uma conjunção de Vênus e Marte, o casal cósmico, que começa em 20 de Fevereiro e tem a duração de cerca de três semanas.

Isto é também um convite para unirmos os nossos aspectos masculino/feminino, para estarmos fortalecidos em nossos eus divinos masculinos e femininos. Estamos nos preparando para criarmos as parcerias divinas que temos desejado por tanto tempo. A crença de que precisamos de um parceiro para sermos amados é o que criou tanta insatisfação nesta área de nossas vidas.

Relacionamentos não funcionam quando queremos alguém para completar ou curar alguma parte nossa. Eles podem funcionar quando ambos os parceiros se conectam como uma pessoa curada e íntegra, de modo que a relação não seja responsável por nos satisfazer em algum nível ou curar nossos corações feridos.

A lua cheia, em 3 de Fevereiro é de apoio e de expansão. Fizemos uma pausa de toda a energia de limpeza e de liberação e tivemos um vislumbre de nosso potencial. Aos 14 graus de Leão e de Aquário, isto acrescenta outra camada à quadratura Urano/Plutão que está se formando para a sua última quadratura no próximo mês.

A quadratura de Março é a única que retrata ambos os planetas em movimento direto, uma decolagem muito necessária nas novas realidades, depois de dois anos de lições difíceis nos paradigmas da polaridade, do domínio e do controle, da falta de poder e da impotência, da terceira dimensão.

Se o amor próprio é o nosso maior desafio, então, Fevereiro nos leva ao ponto onde podemos finalmente integrar e incorporar as suas lições.

O quanto estamos dispostos a nos amarmos agora e será que estamos abertos para dar e receber amor?

Que tipo de amor nos serve e à nossa intenção, e estamos dispostos a sermos vulneráveis e poderosos em todos os nossos relacionamentos, incluindo o que temos com nós mesmos?

Temos a última lua nova de grau 0, em 18 de Fevereiro, em Peixes, que começa a nos mover para a conclusão deste ciclo que começou em Outubro de 2014. A última fase ocorre em Março, além da última quadratura Úrano/Plutão, do Solstício e da lua nova, em Peixes, que é também um eclipse. Este é um ponto de convergência das linhas do tempo em um único ponto de escolha.

Será que avançamos para o nosso futuro multidimensional ou recuamos para o passado?
Estamos vivendo em tempos interessantes e eles não ficam muito mais interessantes do que isto.

Usem a energia deste mês para manter o seu foco na energia do amor, que é a verdadeira expressão do amor incondicional. Se nos concentrarmos somente na emoção do amor, podemos ficar perdidos na memória de quantas maneiras podemos experienciar o amor como dor.

O amor incondicional é consciência, expansão, potencial e possibilidade.

De quantas maneiras podemos criar a expressão mais elevada do amor em nossas vidas?

Podemos começar com nós mesmos e criarmos o amor como a base de nossas realidades, começando com o amor próprio incondicional?

Se formos nos reconhecer como poderosos cocriadores de nossas realidades individuais e coletivas, pensem no que seremos capazes quando usarmos as expressões mais elevadas da energia do amor, como o nosso ponto de partida.

Trata-se de amor agora, como sempre foi. A energia do amor estimula o propósito de ascensão e de expansão de nossa alma, permitindo-nos completar o trabalho de criarmos o céu na terra que viemos fazer.

Vamos usar as muitas expressões da energia do amor neste mês, para criarmos a base da alegria, do amor, da paz e da abundância, o que irá nos levar ao fim deste ciclo e nos ajudar a começar o novo como poderosos cocriadores de nossos novos paradigmas.

Tenham um maravilhoso mês.

Texto de Jennifer Hoffman traduzido por Regina Drumond