sábado, 6 de dezembro de 2014

As Energias para Dezembro de 2014


Dezembro será outro mês cheio de ação, com muita atividade que nos impulsiona e nos trás de volta, convida-nos a nos interiorizar, bem como a nos expandir, usando o que aprendemos neste ano para criarmos o fecho e a limpeza do caos. Este é um convite divino para nos deslocarmos da cura para a totalidade.

Se pudermos, nas palavras da Prece da Serenidade... “que aceitemos as coisas que não podemos mudar, mudando as coisas que podemos...”


O que não podemos mudar são as outras pessoas.

O que podemos mudar é a energia que usamos para criarmos as nossas vidas.
Se tivermos uma oportunidade de criar o potencial de vida que sempre quisemos, que assim seja. A questão é: Temos a coragem de aceitar a alegria, a paz, o amor e a abundância que dizemos que queremos?

É necessário apenas um pensamento para pedirmos um milagre, enquanto é preciso coragem para permitirmos que o milagre se manifeste e enfrente as ondas de mudança que isto irá criar. O impasse e as paralisações se tornaram um ponto decisivo e podemos optar por enfrentarmos novas direções.


Cinco planetas mudam de signo em Dezembro: Sol, Mercúrio, Vênus, Marte e Saturno, Júpiter segue retrógrado, Urano segue direto, temos a 6ª Quadratura de Urano/Plutão e Mercúrio entra em sombra retrógrada. Mudanças planetárias de signos são mudanças energéticas que abrem novos portais de potenciais.


Os planetas pessoais mudam de signos muitas vezes em um ano, convidando-nos a dar mais um passeio ao redor da roda de experiências da vida. É a espiral ascendente da evolução, marcada pelos planetas exteriores mais lentos e a expansão global da nossa consciência, que nos convida a expandir e a ascender através dos portais e criarmos novas perspectivas para as nossas vidas.


Nós circulamos a roda da vida muitas vezes, fechando o círculo, ou a marca de 360 graus, onde temos que escolher – vamos circular a mesma roda novamente ou fazermos a mudança de energia – elevarmos nossas vibrações – o que nos tirará deste ciclo da roda e nos levará para um diferente?

Isto requer apenas uma pequena mudança e cada pequena parcela faz uma grande diferença. 


Mas temos que estar dispostos a realizar a mudança, bem como termos a coragem de aceitarmos, alinharmo-nos e integrarmos a sua transformação que acompanha, a longo prazo. Quando estamos em um espaço onde qualquer mudança é bem-vinda porque estamos cansados, desanimados, desiludidos e infelizes, estamos dispostos a assumir a primeira coisa que chegue junto.


Neste ponto, qualquer coisa é melhor do que a nossa situação atual e estamos fazendo um movimento lateral que poderá nos tirar da frigideira para o fogo. Se quisermos fazer uma verdadeira mudança, temos que estar dispostos a mudar a nossa frequência e vibração energética, a demolirmos tudo o que somos e que fomos, até à base e reconstruirmos.


Isto requer uma liberação do caos e nos darmos uma conclusão, eliminando nossas conexões com o que sabemos que já não nos serve mais e convidando novas possibilidades que têm potenciais e resultados desconhecidos.


Após dois anos em Escorpião, onde ele nos levou aos abismos de nosso inconsciente, Saturno entra em Sagitário, o signo do filósofo, da religião, do aprendizado superior e de qualquer coisa estranha. É o momento de crescermos (uma lição de Saturno) e nos tornarmos discípulos de nosso próprio aprendizado, da missão de nossa alma, da jornada da vida, da expansão, da evolução e da ascensão.


Saturno nos ensina disciplina e foco, mostrando-nos onde as mudanças devem ser feitas e, então, ficando próximo a nós, como um lembrete constante do trabalho que precisa ser feito, até que terminemos. É como dizer aos seus filhos que eles podem brincar lá fora, uma vez que limpem o quarto e ficando diante da porta para que tenham certeza de que eles o fazem.


A quadratura Urano/Plutão de Dezembro é o 6º de sete quadraturas, regendo o terceiro olho, de acordo com a associação entre estes sete aspectos e os sete primeiros chacras feitos pela astróloga Carol Anne Ciocco. Estas estiveram ocorrendo desde Junho de 2012, uma expansão da conjunção Plutão/Urano do início dos anos 60.


Estamos evoluindo de crianças em flor para as sementes de mudanças dos adultos. O sexto chacra é onde a mente encontra o espírito, o divino e o humano podem ver “olho a olho”, e onde integramos a luz de nossa alma em nossa escuridão humana.


É a nossa oportunidade de liberarmos a nossa bagagem emocional e criarmos a nossa parceria espiritual/humana antes que alcancemos o aspecto do 7º chacra, em Março de 2015, onde reivindicamos o nosso “coronário” e finalizamos a nossa jornada de volta à ligação com a nossa Fonte.


Estivemos à espera que o mundo mude e o mundo esteve nos dando todas as oportunidades para mudarmos – o impasse chegou a um ponto decisivo. Agora é o momento para o “final”. Não como no fim do mundo, mas como um fechamento e conclusão e um fim para tudo que não tem mais nenhuma energia para vocês.


É a nossa chance de terminarmos o ano com uma “nota alta” e entrarmos no novo ano com uma “vibração elevada”.


Para o que vocês estão preparados agora, considerando tudo o que experienciaram no último ano ou mais?


Términos limpam o caminho para os inícios e não podemos avançar com a nossa bagagem – algo tem que partir. Que bagagem vocês estão liberando, ou vocês estão sendo liberados, agora?


O que vocês podem estar vendo neste mês e em sua vida é o “fim”, o término, a conclusão e os espasmos finais da morte de algo que tem estado em algum tipo de fase de morte por um longo tempo, mas que vocês o estiveram revivendo a cada vez que ele estava próximo de terminar, porque vocês temiam vê-lo deixar a sua vida.


Pensem no final de um casamento, de um emprego, um relacionamento querido, ou um modo de vida. Quando isto parte, o mesmo acontece com a sua segurança, com a sua estabilidade e o conforto relativo. Ainda que não estejam felizes, ainda é uma quantidade conhecida. Sem isto, vocês têm que redefinir a sua vida, o que inclui se permitir conhecer a alegria, a paz, o amor e a abundância, em um fluxo ilimitado, sem qualquer medo.


Estão viciados no caos?

Vocês conhecerão esta resposta quando tiverem que viver sem ele.

Podemos nos sentir determinados se não estivermos corrigindo um problema, acalmando o caos, curando alguém, ou enfrentando um desafio?


Agora nós temos a oportunidade de lidarmos com esta questão de forma muito honesta e sabermos se realmente queremos e estamos preparados para a “paz na Terra e boa vontade para com os homens.”


O que chegou “ao fim de sua estrada de energia” está agora alcançando um FIM, sem mais reviver ou ressuscitar situações que simplesmente não mais têm energia para vocês, não importa quanto queiram que elas permaneçam em sua vida. E se não estiverem prontos para que elas terminem, a outra pessoa está e ela está permitindo que vocês saibam que ela terminou e se foi.


Ou a situação termina subitamente, ou se torna tão insuportável que vocês devem ir embora. Novos caminhos estão acenando, enquanto os antigos chegam ao fim necessário e devemos segui-los, pois esta é a promessa da evolução e da ascensão que fizemos.


A palavra-chave ou tema para Dezembro é PAZ, que não é a ausência de som, de movimento.
É a presença da calma, da serenidade e do desprendimento.

Vocês podem ter a calma em qualquer tempestade quando se recusarem a participar do caos e, ao invés disto, estarem na energia da paz. Desliguem-se do caos e reconheçam, aceitem e assumam a responsabilidade somente pelo que é realmente seu.


Sejam interesseiros, autoconscientes e focados, para que possam usar a energia deste mês para aprender o que é importante para vocês, e usem isto para criar a nova base para a sua vida.


Estabeleçam intenções poderosas para os novos resultados que querem, assim saberão o que liberar.


Sejam claros sobre o que merecem e que estão dispostos a ter em sua vida, porque vocês são os únicos que se limitam e ao fluxo de energia.


E quando passarem pelas Festas, apreciem e sejam gratos pelo que aprenderam neste ano, porque isto está preparando o cenário para 2015 e para a próxima fase de nossa evolução, o que eu acredito que será muito mais alegre, pacífica e o caminho para a realização será muito mais claro e mais fácil de encontrar.


Tenham um maravilhoso mês.


Por Jennifer Hoffman traduzido por Regina Drumond